17 de abr de 2012

O “Bem Amado de Pimenta Bueno” Por: Omégeni Ramos

(Ficção baseada em fatos reais).


Baseado na obra de Dias Gomes, “O Bem Amado” conta a história do prefeito Odorico Paraguaçu, que tem como meta prioritária em sua administração na cidade de Sucupira a inauguração de um cemitério. Odorico sonha em abrir o cemitério municipal. Por falta de defunto, o prefeito nunca consegue realizar sua meta. Odorico arma situações para que alguém morra - inclusive importando um moribundo (Ernesto) que não morre e contratando Zeca Diabo, o matador responsável pela morte de seu antecessor.

Pimenta Bueno - Rondônia

Baseado na obra de Omégeni Ramos, “O Bem Amado de Pimenta Bueno” conta a história de uma Capela que precisa ser inaugurada, mas o Prefeito de Pimenta Bueno parece não ter como meta prioritária isso em sua administração, sabe lá o que falta, pois no filme “O Bem Amado” o Prefeito precisa de defunto para a inauguração do Cemitério, já no município de Pimenta Bueno, pessoas morrem constantemente, ou seja, para inaugurar a Capela, defunto não é problema.

Velórios e mais velórios estavam sendo realizado no prédio-sede da Câmara Municipal de Pimenta Bueno, mas um Termo de Ajustamento de Conduta proibindo velórios no local foi firmado entre O MP e a Câmara, ficando estabelecida multa de Vinte Salários Mínimos por cada velório realizado.

Se defunto não é problema, então o que será?

Será que é dinheiro? Acho que não! Digo que não entendo muito de obra, mas acho que os projetos orçamentários votados pela Câmara de vereadores que em valores passam dos R$ 300.000,00 possivelmente seriam suficiente para conclusão dessa Capela.

Será que é falta de competência para administrar o orçamento que foi aprovado para tal obra?

Será a falta de compromisso com a comunidade?

De quem é a culpa? Do prefeito ou do Secretário de Obras?

Será que o problema é o voto do defunto que fará falta nas urnas em épocas de eleição?

São tantas as perguntas sem respostas, mas graças ao Ministério Público de Pimenta Bueno, parece que está acontecendo uma grande movimentação por parte da Secretaria de Obras para que a Capela seja inaugurada nos próximos dias. Vamos aguardar, pois tal inauguração desse prédio eu tenho certeza que não é preciso solenidade de corpo de defunto presente.


Omégeni Ramos
Correiopimentense.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário