1 de jan de 2013

Quase quatro anos se passaram e a reforma do Ana Neta continua no sonho



Por Omégeni Ramos

Não posso ser injusto e dizer que nada foi feito, mas posso dizer que foram poucos os benefícios realizados durante quase quatro anos no hospital Ana Neta.

Relato mais uma vez que o profissionalismo e a garra dos que ali trabalham faz a diferença, pois se dependesse de estrutura física, o órgão não estaria funcionando.

Em um pequeno período em que recursos foram remanejados de outras secretarias para a secretaria de saúde, totalizando quase 25% o repasse população recebeu um mínimo de benefício.

Profissionais foram contratados, a folha de pagamento não atrasou, os postos funcionaram, veículos novos foram comprados, mas a reforma do Ana neta que o povo ainda espera, não aconteceu.

Vamos lembrar valores:

Governador Confúcio Moura; R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais)
Câmara de Vereadores, devolução; R$ 200.000,00 (duzentos mil reais)
Eletrogoes, sociedade empresarial e empreendedora da usina hidrelétrica RONDON II, a título de compensação social; R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais) e uma ambulância no valor mínimo de R$ 90.000,00 (noventa mil reais).

Os valores somados chegam a quase R$ 1.500.000,00 (um milhão e meio)

Alguns blocos começaram a ser reformados, inclusive a placa indicava o prazo de 120 dias para entrega, mas eu particularmente confio no que está escrito na Bíblia.

Agora é só aguardar se na nova história que o prefeito eleito Jean Mendonça ira “escrever” para o município de Pimenta Bueno, conste um hospital municipal reformado e com condições para que o cidadão seja atendido com dignidade (estrutura física).

Ao advogado e prefeito eleito, Jean Mendonça, espero que não nos decepcione e acabe virando capas de manchete negativa a nível nacional, como o irmão, deputado Kaká Mendonça.

Imagino também que agora é à hora do deputado se redimir e mostrar que é ruim com ele, mas que sem ele é bem pior.

O espaço está disponível para qualquer parlamentar, seja do Legislativo ou Executivo, que queira se manifestar sobre o assunto.

Foto: Omégeni Ramos, em 31/12/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário